Notícias

Grande maioria dos homens não faz exames preventivos de câncer no Brasil

Notícias Terça, 14 Novembro 2017 17:05
Avalie este item
(1 Voto)

A Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) tem feito um alerta neste Novembro Azul sobre o comportamento do homem brasileiro em relação ao câncer. Pesquisa da SBOC revela que apenas 22% dos entrevistados realizam exame de próstata, embora 67% saibam que deveriam fazê-lo para prevenir a doença. Em relação ao exame de PSA, os percentuais são 20% e 42%, respectivamente. O Dr. Volney Soares Lima, diretor da SBOC e especialista nesse tipo de neoplasia, considera o dado preocupante. “Se não há atitude preventiva, continuarão sendo diagnosticados mais casos em estágio avançado, em que as chances de cura ou de controle do câncer são menores”, ressalta.

De acordo com o levantamento, Mato Grosso (33%), Rondônia (40%) e Maranhão (47%) são os Estados onde os homens estão mais desinformados sobre a necessidade de se fazer exames de próstata, enquanto Acre (93%), Distrito Federal (86%) e Paraná (82%) têm os melhores índices. Quanto ao exame do PSA, a falta de informação é pior em Mato Grosso (7%) e Mato Grosso do Sul (21%). Os que demonstraram mais conhecimento a respeito do assunto são da Paraíba e de Alagoas, empatados com 57%.

O estudo mostrou também um panorama grave sobre a saúde do homem de modo geral. Segundo o Dr. Volney Soares Lima, foi possível perceber que o homem brasileiro hoje só se preocupa minimamente com a próstata e não tem nenhuma iniciativa preventiva em relação a outros tipos de câncer de alta incidência, como pulmão, ânus e estômago. “Campanhas como o Novembro Azul são muito importantes, mas é preciso propagar que há outros tipos de neoplasia que também precisam ser prevenidas e diagnosticadas precocemente”, finaliza.

A pesquisa “Panorama sobre Conhecimento, Hábitos e Estilo de Vida dos Brasileiros em relação ao Câncer” ouviu mais de 1,5 mil pessoas, sendo 723 entrevistados do sexo masculino. Eles tinham a partir de 18 anos e pertenciam às classes A, B, C e DE, de todos os Estados brasileiros. Os dados foram coletados entre 6 e 25 de julho de 2017. Saiba mais sobre a pesquisa.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar