Imprimir esta página

SBOC incentiva atividade física segura durante a pandemia Destaque

Notícias Quarta, 16 Setembro 2020 20:21
Avalie este item
(1 Voto)

Como parte da campanha “Contra o câncer e sem COVID-19”, promovida para apoiar o paciente oncológico na continuidade segura do seu tratamento durante a pandemia, a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) produziu um vídeo com orientações sobre a prática de atividades físicas como medida de bem-estar e prevenção do câncer.

Apresentado pela Dra. Daniela Rosa, diretora da SBOC, o vídeo chama a atenção para a informação de que apenas 5% a 10% dos casos de câncer são originados por fatores geneticamente herdados. “Todos os outros casos são multifatoriais, muitos deles podendo ser evitados com mudanças no estilo de vida. A atividade física regular ajuda a combater um dos principais fatores de risco para diversos tipos de câncer: a obesidade”, alerta a oncologista.

Isso ocorre porque vários processos biológicos ligados ao peso estão associados ao surgimento da doença, como inflamação crônica do corpo, desregulação da morte das células, aumento da secreção de substâncias pró-inflamatórias, aumento de vasos sanguíneos, excesso de gordura abdominal, mudança na microbiota intestinal, maior secreção de insulina e elevação dos níveis de hormônios sexuais.

Dra. Daniela observa que, durante a pandemia do novo coronavírus, a prática de exercício físico foi reduzida; mas há alternativas, como fazer aulas com auxílio de instrutores on-line, exercícios que podem usar o peso do corpo em substituição aos equipamentos das academias e tantas outras. “Caso seja possível sair para se exercitar, é de extrema importância evitar aglomerações e usar máscara o tempo todo”, orienta. “Seja como for, o importante é não deixar de se mexer, para passar por esse momento difícil com mais saúde e bem-estar”, acrescenta.

Isso porque, complementa a oncologista, os exercícios físicos possuem uma série de outros benefícios. “Não só na prevenção do câncer, mas também na diminuição dos eventos adversos da quimioterapia entre aqueles que já foram diagnosticados e estão em tratamento”, avalia.

Assista ao vídeo abaixo e saiba mais sobre a relação entre sedentarismo, obesidade e câncer – e como se prevenir e ter mais qualidade de vida durante a pandemia e toda a vida.

 

Última modificação em Quarta, 16 Setembro 2020 20:52