Notícias

Vídeo sobre caracterização molecular: painéis ampliados versus investigação dirigida

Notícias Segunda, 14 Maio 2018 12:33
Avalie este item
(0 votos)

A caracterização molecular das neoplasias, seu uso, definições e manejo são discutidos nesta vídeo-aula pelos doutores Sergio Jobim de Azevedo, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e chefe do serviço de Oncologia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, e Jorge Sabbaga, diretor da Oncologia Gastrintestinal do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) e oncologista do Hospital Sírio-Libanês.

Este vídeo da Escola Brasileira de Oncologia traz informações sobre a importância da caracterização molecular, quais são as opções disponíveis para viabilizá-la e uma reflexão a respeito de painéis ampliados versus investigação dirigida.

Confira.

O acesso está disponível aos membros da SBOC. É necessário preencher login (seu e-mail cadastrado na SBOC) e senha.

Hepatocarcinoma

As condutas do oncologista para definir a primeira e a segunda linha do tratamento de pacientes com hepatocarcinoma são o tema principal da sexta vídeo-aula da Escola Brasileira de Oncologia. A Dra. Anelisa Coutinho, oncologista da Clínica AMO na Bahia, e o Dr. Duílio Reis da Rocha Filho, oncologista da Clínica Fujiday, no Ceará, ambos diretores da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), falam também no vídeo sobre a expectativa de dados robustos do uso de imunoterapia para pacientes com carcinoma hepatocelular. São questões práticas da conduta do especialista esclarecidas nesse bate-papo.

Pulmão

O quinto vídeo da Escola Brasileira de Oncologia aborda o papel dos marcadores moleculares no tratamento do câncer de pulmão não-pequenas células (CPNPC). A Dra. Clarissa Baldotto, secretária de Comunicação da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e oncologista clínica do Grupo COI, e o Dr. Fernando Santini, membro da SBOC e oncologista clínico do Hospital Sírio-Libanês, são os convidados dessa vídeo-aula. Os especialistas discutem o tratamento de primeira linha dos pacientes com CPNPC portadores das mutações ativadoras do EGFR, ALK, ROS-1 e também comentam a expressão do PDL-1 e a imunoterapia. São perguntas e respostas bem diretas, que tornam o vídeo bastante dinâmico.

Próstata

O vídeo anterior da Escola Brasileira de Oncologia discute o tratamento em primeira linha de pacientes com câncer de próstata sensível à castração e metastático. Os doutores Diogo Bastos, oncologista clínico do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) e Hospital Sírio-Libanês, e Andrey Soares, oncologista clínico do Centro Paulista de Oncologia e do Hospital Albert Einstein, ambos membros da SBOC, são os convidados. Eles falam sobre a utilização dos diversos medicamentos lançados desde 2004 e a repercussão de estudos clínicos recentes. Num bate-papo, enfatizam quais são as terapias mais adequadas para esse perfil de paciente e como escolher entre um tratamento e outro.

Rim

O terceiro vídeo da série lançada pela Escola Brasileira de Oncologia Clínica, braço educacional da SBOC, tem como tema tratamento do carcinoma de células claras de rim. Dr. Raphael Brandão, coordenador científico do Grupo Oncoclínicas, oncologista do Hospital Oswaldo Cruz e do Centro Paulista de Oncologia, comenta os desafios de tratar pacientes com carcinoma de células claras de rim. O especialista responde perguntas feitas pelo Dr. Sergio Simon, presidente da SBOC, sobre as opções para a primeira linha, imunoterapia, o papel ainda reservado ao everolimus e as perspectivas apresentadas na última ASCO GU com combinação de terapias e diferentes mecanismos de ação.

Melanoma

Tratamento adjuvante do melanoma é o tema do segundo vídeo da EBO. O Dr. Rafael Schmerling, membro da SBOC e oncologista clínico do Hospital Beneficência Portuguesa em São Paulo, e o Dr. Rodrigo Munhoz, vice-presidente da SBOC para Ensino da Oncologia, traçam um panorama das grandes mudanças ocorridas nesse cenário no último ano.

Câncer de mama

O primeiro vídeo da EBO é sobre tratamento neoadjuvante no câncer de mama triplo-negativo. A Dra. Laura Testa, oncologista clínica de São Paulo e membro da SBOC, comenta qual o esquema de terapia ideal, o papel da carboplatina nesse cenário, a conduta adequada em caso de doença residual e o futuro do tratamento neoadjuvante. A especialista respondeu perguntas feitas pelo Dr. Volney Lima, oncologista clínico de Belo Horizonte e tesoureiro da SBOC.

A EBO

A Escola Brasileira de Oncologia foi lançada pela SBOC para solidificar os programas, ações e eventos educacionais da instituição. A missão da EBO é ampliar e fortalecer o conhecimento técnico e científico de todos os profissionais de saúde envolvidos com a prática da Oncologia Clínica.

De acordo com o presidente da SBOC, Dr. Sergio D. Simon, a ideia é proporcionar mais dinamismo e sinergia em educação continuada de modo a favorecer a prática clínica e toda a comunidade de profissionais de Oncologia. “A evolução do conhecimento científico em oncologia é cada vez mais rápida e impactante. Dessa forma, nos preparamos para oferecer aos nossos membros material pertinente de alto nível”, resume.

A primeira atividade da EBO são esses vídeos educacionais curtos em que especialistas convidados pela SBOC comentam determinados temas sensíveis à prática clínica. O conteúdo abrangerá diversos tipos de câncer e as novidades apresentadas em estudos clínicos de relevância para a conduta do médico.

A primeira série terá um total de 10 vídeos publicados de forma alternada até o Congresso da ASCO, quando novos estudos clínicos devem ser apresentados. Foi feita uma seleção abrangente de temas comentados por especialistas reconhecidos no meio. O objetivo é que o conteúdo seja útil para responder dúvidas dos oncologistas clínicos em seu dia a dia.

Última modificação em Segunda, 14 Maio 2018 13:10

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar