Notícias

SBOC em mais um debate sobre a disponibilidade de acesso à medicação no Brasil Destaque

Notícias Terça, 19 Fevereiro 2019 20:00
Avalie este item
(0 votos)

A Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) promoveu, em 15 de fevereiro, o 1º Fórum sobre a disponibilidade de acesso à medicação no Brasil. O evento contou com a participação de representantes da Anvisa, Conitec, do Ministério da Saúde, de sociedades médicas, indústria farmacêutica e associações de pacientes.

E a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) não poderia ficar de fora, já que o tema do evento é muito presente em sua atuação. Dr. Sergio Simon, presidente da SBOC, foi convidado para debater sobre a incorporação de medicamentos no SUS e Saúde Suplementar. Nos últimos dois anos, a SBOC conquistou a incorporação de quatro importantes medicamentos para o tratamento de pacientes do SUS: Trastuzumab e Pertuzumab, para câncer de mama HER2-positivo metastático, e Pazopanibe e Sunitinibe, para carcinoma renal de células claras metastático (CCRm). Para se ter uma ideia do impacto e da relevância dessas conquistas, no caso do Trastuzumab, por exemplo, estudos apontam que aproximadamente 7 mil mulheres morreram entre 2002 e 2014, antes da droga ser liberada no Brasil. E após a liberação no Brasil ainda se levou quatro anos para o acesso dos pacientes do SUS ao medicamento. "Na área de oncologia temos enfrentado muitas dificuldades para a incorporação de medicamentos. A Plenária da Conitec é composta de pessoas alheias ao cenário da oncologia. Isso tem levado o Brasil a ter duas categorias de pacientes: SUS e privado, com uma disparidade enorme entre ambos. A evolução da saúde no Brasil é atrapalhada por decisões equivocadas", disse Dr. Sergio Simon.

Os debates ainda abordaram outros temas ligados à saúde pública, como critérios de registro de drogas pela Anvisa e Conitec, inclusão de medicamentos na Rename, responsabilidades e soluções para a interrupção da comercialização de medicamentos e descontinuidade de medicamentos de baixo custo.

Última modificação em Quinta, 28 Fevereiro 2019 19:36

1 Comentário

  • Link do comentário Gustavo Couto Rosa Lopes Quinta, 21 Fevereiro 2019 21:11 postado por Gustavo Couto Rosa Lopes

    Foi um Fórum muito produtivo e a partir dele, um documento já está sendo redigido para apresentação em audiência ao ministro da saúde, agendada pelsa ABHH. A SBOC poderia solicitar o engajamento de seus associados neste luta, que tem sido muito árdua, principalmente para quem exerce a oncologia no interior do país.

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar