Notícias

Segundo dia do ESMO Summit aborda câncer de próstata, melanoma e tumores gastrointestinais

Notícias Sábado, 23 Março 2019 20:36
Avalie este item
(0 votos)
Comissão Organizadora do ESMO Summit: Ronald de Wit (ESMO), Keith McGregor (ESMO), Katharine Fumasoli (ESMO), Jill Madden (ESMO), Solange Peters (ESMO), Fortunato Ciardiello (ESMO), Cinthya Sternberg (SBOC), e Andrés Cervantes (ESMO) Comissão Organizadora do ESMO Summit: Ronald de Wit (ESMO), Keith McGregor (ESMO), Katharine Fumasoli (ESMO), Jill Madden (ESMO), Solange Peters (ESMO), Fortunato Ciardiello (ESMO), Cinthya Sternberg (SBOC), e Andrés Cervantes (ESMO)

O segundo dia de um dos principais eventos educacionais da European Society of Medical Oncology (ESMO), inédito no Brasil, teve início com estudos e padrões atuais de cuidado do câncer de próstata e discussão sobre a gestão do tratamento desse tipo de tumor na América Latina, falando também sobre acesso, com a apresentação da Dra. Maria Teresa Bourloun e do Dr. Luis Antonio Mejia, do México, e do Dr. Ronald de Wit, da Holanda.

Ainda no período da manhã, a quinta sessão do ESMO Summit tratou sobre melanoma, mostrando guidelines, estudos e casos clínicos, com o Dr. Paolo Ascierto, da Itália, o Dr. Rafael Aron Schmerling e a Dra. Ana Cláudia Galdino, ambos Oncologistas Clínicos e membros da SBOC. Foram apresentados os avanços no tratamento do melanoma desde 2010 e abordadas questões sobre aprovações de novas drogas mas sem padrão de utilização definido, novas drogas que já têm resultados comprovados e não são aprovadas na América Latina e na Europa, e outras que são aprovadas mas ainda não são viáveis financeiramente, dificultando o acesso e o tratamento do melanoma.

Na parte da tarde, o evento teve como tema os tumores gastrointestinais. A sexta sessão abordou a evolução dos tratamentos, com o Dr. Paulo Hoff, Oncologista Clínico e membro da SBOC, que citou que a imunoterapia será o grande diferencial para o tratamento desse tipo de câncer no futuro, pois atualmente, por questões de acesso, ainda não é viável na América Latina. Dr. Fortunato Ciardiello, da Itália, apresentou algumas práticas de rastreamento e terapias utilizadas na Europa para canceres gastrointestinais. Dr. Jorge Gallardo, do Chile, falou sobre tratamentos do câncer de vesícula e apresentou ações realizadas com o governo chileno para diminuir a incidência desse tipo de câncer no país. Dr. Ardnt Vogel, da Alemanha, trouxe as práticas e terapias disponíveis para o câncer de fígado, e destacou que a quimioterapia deveria ser mais utilizada no tratamento de primeira linha para esse tipo de tumor, antes da cirurgia ou transplante. Andrés Cervantes, da Espanha, Chair do Comitê Educacional da ESMO, apresentou cuidados e padrões no tratamento do câncer gástrico e destacou a avaliação multidisciplinar como a chave do sucesso no tratamento. A sessão se encerrou com a apresentação de casos clínicos pela Dra. Maria Ignez Braghiroli, Oncologista Clínica e membro da SBOC.

Ao final do evento, em entrevista à Assessoria de Comunicação da SBOC, Dr. André Cervantes elogiou a qualidade do evento e afirmou estar impressionado com o nível de excelência dos palestrantes latino-americanos e com a apresentação de dados regionais. “A parceria com a SBOC para a realização deste evento foi muito positiva. Estou ansioso para estabelecer novas parcerias com sociedades latino-americanas”, concluiu.

 

 

 

 

Última modificação em Terça, 02 Abril 2019 21:15

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar