Notícias

O combate ao câncer começa na prevenção primária

Notícias Sábado, 30 Março 2019 20:29
Avalie este item
(0 votos)

Apenas entre 5 e 10% dos casos de câncer ocorrem por um fator hereditário — os outros 90% aparecem de maneira esporádica, seja por mutações genéticas ou por fatores externos e hábitos. Por isso, adotar um estilo de vida saudável evitando a exposição a fatores de risco é a principal maneira de se prevenir contra o câncer.

Com base nessa estatística, a Dra. Renata Cangussu, Oncologista Clínica especialista no tratamento de tumores femininos, membro da SBOC, e Fellowship em Oncologia Integrativa pelo Metabolic Medical Institute - GW School of Medicine and Health Sciences (EUA), decidiu não só tratar o câncer, mas tentar conscientizar as pessoas, de alguma forma, a preveni-lo. “Fala-se muito de rastreamento e diagnóstico precoce e pouco da prevenção primária, ou seja, daquilo que poderia evitar o câncer. E foi nessa área que resolvi atuar, além do tratamento dos pacientes.” Dra. Renata trabalha com programas de orientação para um estilo de vida saudável, que, segundo estudos, podem contribuir para diminuir o risco de câncer em 40%.

A orientação para prevenção primária inclui basicamente a adoção de uma alimentação saudável, a manutenção do peso, o controle do estresse e a prática regular de atividades físicas. “Não há nada disponível hoje para evitar o câncer mais eficaz do que a estratégia de prevenção primária.” A médica ressalta que, além dessas medidas, para o caso de câncer de colo de útero, também faz parte dessa estratégia a vacinação contra o HPV, que é o principal fator de risco para esse tipo de tumor.

Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, que ouviu 1.500 pessoas em todo o país, mostra que metade das pessoas não fazem exercício físico e uma em cada quatro não vê a obesidade como problema relacionado ao câncer. As pessoas sabem da importância dessa medida, mas resistem a mudar o estilo de vida. Por isso, é extremamente importante investir em prevenção e campanhas de conscientização. “Precisamos disseminar, principalmente entre as mulheres, a mensagem de que o combate ao câncer começa na prevenção, pois além da prevenção em si mesmas, elas devem adotar um estilo de via saudável para seus filhos. Hoje a maioria das crianças tem uma dieta rica em alimentos industrializados e uma visa sedentária, inclusive, a obesidade já é muito frequente no público infantil”, alerta Dra. Renata.

SEJA A MULHER DA SUA VIDA E DE OUTRAS VIDAS

O objetivo da prevenção primária é impedir que o câncer se desenvolva. Isso inclui evitar a exposição aos fatores de risco de câncer e a adoção de um modo de vida saudável. Veja abaixo algumas dicas de prevenção, adote-as e compartilhe com outras mulheres.

Não fume!
Essa é a regra mais importante para prevenir o câncer, principalmente o de pulmão, o quarto mais incidente entre as mulheres. Ao fumar, são liberadas no ambiente mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas que são inaladas por fumantes e não fumantes.

Adote uma alimentação saudável
Uma ingestão rica em alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer pode prevenir o câncer.

Mantenha o peso corporal adequado
Estar acima do peso aumenta as chances de desenvolver câncer. Por isso, é importante controlar o peso por meio de uma boa alimentação e realizar atividade física. Cerca de um terço de todos os casos de câncer podem ser evitados com alimentação saudável, manutenção de peso corporal adequado e atividade física.

Pratique atividades físicas
Não há necessidade de modalidades sistematizadas ou que demandem a contratação de serviços como academias. Você pode, por exemplo, caminhar, dançar, trocar o elevador pelas escadas, buscar modalidades como a corrida de rua, ginástica, musculação, entre outras.

Amamente
O aleitamento materno é a primeira ação de alimentação saudável. A amamentação até os dois anos ou mais, sendo exclusiva até os seis meses de vida da criança, protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil.

Vacine contra o HPV as meninas de 9 a 14 anos e os meninos de 11 a 13 anos
A vacinação contra o HPV, disponível no SUS, é fundamental para a prevenção do câncer do colo do útero.

Evite o consumo em excesso de bebidas alcoólicas
O hábito de ingerir bebidas alcóolicas em excesso contribui para o risco de desenvolver câncer. Além disso, combinar esse hábito com o tabagismo aumenta consideravelmente a possibilidade do surgimento da doença.

Evite comer carne processada
Carnes processadas como presunto, salsicha, linguiça, bacon, salame, mortadela e peito de peru podem aumentar a chance de desenvolver câncer. Os conservantes (como os nitritos e nitratos) podem provocar o surgimento de câncer de intestino, o segundo mais frequente entre as mulheres.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar