Notícias

Fiocruz e sociedades médicas oncológicas discutem o futuro das tecnologias de diagnóstico e tratamento do câncer

Notícias Segunda, 08 Julho 2019 18:13
Avalie este item
(1 Voto)

Em 26 de junho, a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) esteve presente em reunião promovida pelo Centro de Estudos Estratégicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com representantes das principais sociedades médicas oncológicas do país para discutir o futuro das tecnologias de diagnóstico e tratamento do câncer. A iniciativa, que faz parte de uma série de estudos desenvolvidos pela Fiocruz sobre o futuro do sistema de saúde brasileiro, visa construir cenários e gerar informação qualificada sobre tecnologias que poderão ser relevantes para a atenção ao câncer nos próximos 30 anos, além de orientar políticas públicas, pesquisas e ações de melhoria.

Durante a reunião, foi apresentado um projeto já concluído, no qual os pesquisadores da Fiocruz fizeram a revisão de 207 editoriais de revistas indexadas da área de oncologia e selecionaram nove tecnologias apontadas como tendências. A partir desses dados, criaram um questionário abordando expectativas em relação às tecnologias e enviaram para aproximadamente 81 mil especialistas de todo o mundo. Obtiveram 1.348 respostas qualificadas. A ideia é melhorar o questionário e aplicá-lo aos profissionais brasileiros de assistência e pesquisa. O objetivo é entender de que maneira os profissionais que estão na linha de frente, atendendo os pacientes tanto do Sistema Único de Saúde (SUS) quanto do setor privado, veem as tecnologias para o diagnóstico e tratamento do câncer e quais são, atualmente, as principais barreiras do acesso dos pacientes aos recursos disponíveis.

Para a continuidade desse trabalho, será formalizado um Acordo de Cooperação entre a Fiocruz e as sociedades médicas oncológicas. Além da SBOC, participaram da reunião e farão parte do Acordo de Cooperação as Sociedades Brasileiras de Cancerologia (SBC), de Cirurgia Oncológica (SBCO), de Radioterapia (SBRT), de Oncologia Pediátrica (SOBOPE), de Transplante de Medula Óssea (SBTMO), a Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) e a Academia Nacional de Cuidados Paliativos (ANCP).

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar