Notícias

Simpósio Brasileiro de Imuno-Oncologia termina com balanço positivo

Notícias Domingo, 17 Abril 2016 11:47
Avalie este item
(0 votos)

Durante dois dias, a Praia do Forte, na Bahia, recebeu cerca de 170 participantes e renomados especialistas para discutir os avanços da imunoterapia no País. O Simpósio Brasileiro de Imuno-Oncologia, realizado pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), foi marcado pela diversidade de temas. Foram abordados desde o mecanismo de ação das drogas e como lidar com eventos adversos até aspectos regulatórios, éticos e econômicos para a incorporação desses medicamentos no Brasil.

“Estamos muito felizes por termos reunido tantas pessoas para discutir um tema tão importante quanto às novas terapias no tratamento do câncer. O interesse de todos pelo assunto foi ressaltado com a grande participação e interação dos participantes em todas as palestras”, avaliou o Dr. Gustavo Fernandes, presidente da SBOC e diretor do Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês -- Unidade Brasília. Ele ressaltou ainda a presença do Dr. Neil Segal, diretor do núcleo de Imunoterapia do Memorial Sloan Kettering Cancer Center (EUA), que compartilhou sua experiência na prática da imunoterapia em quatro aulas-palestra.

Um dos pontos altos do evento foi a presença de profissionais das mais diversas regiões do País, o que proporcionou aos médicos de fora do eixo Rio-São Paulo a oportunidade para uma rica troca de experiências. “Além disso, a escolha dos temas procurou suprir a necessidade de atualização sobre essa nova classe de drogas”, enfatizou a Dra. Samira Mascarenhas, oncologista do Núcleo de Oncologia da Bahia e membro da Comissão Científica do Simpósio.

Outro destaque foi a participação de sete ex-presidentes da SBOC no evento. Na opinião do Dr. André de Moraes, presidente da SBOC na gestão 2001-2003, e do Dr. José Carlos do Valle, que esteve à frente da entidade entre os anos de 1989 a 1991, os temas apresentados trouxeram para a realidade brasileira o que vem sendo discutido em todo o mundo sobre formas de abordagem da imunoterapia. Para eles, observar que a SBOC vem demostrando ter um papel atuante na discussão de novas terapias para o tratamento do câncer foi um motivo de alegria.

Segundo Dr. Rodrigo Munhoz, oncologista do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) e do Hospital Sírio-Libanês e membro da Comissão Científica do Simpósio, é fundamental que a comunidade médica entenda a mudança de paradigma em relação ao tratamento do câncer e também as particularidades da imunoterapia. "E essa missão foi cumprida nesses dois dias de evento. A SBOC, com essa iniciativa, está popularizando essa discussão no Brasil”, observou.

Dra. Rachel Cossetti, oncologista e diretora do Hospital do Câncer Aldenora Bello, em São Luís (MA), destaca que o Simpósio foi importante porque discutiu questões como a dificuldade de custeio do tratamento e o que pode ser feito para que o paciente possa ter acesso a ele. "A imunoterapia ainda é muito recente no Brasil. Ainda não temos claro como administrar essa terapia sem com isso onerar o sistema de saúde."

Para Gustavo Amarante Mendes, presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI), o evento foi de extrema relevância por reunir a experiência da SBOC na dinâmica da pesquisa clínica e dos assuntos regulatórios. “A SBI é uma sociedade puramente acadêmica; não temos o viés clinico da SBOC. Por esse motivo, esse evento é tão importante para nós, porque nos traz outra visão do tema imunoterapia", analisou.

Embora ainda haja um longo caminho a ser percorrido pelos médicos brasileiros em relação à imunoterapia, os participantes se despediram do evento com uma certeza: a terapia imunológica é uma nova realidade no tratamento do câncer e veio para ficar.

Apoios

O Simpósio Brasileiro de Imuno-Oncologia contou com o apoio da American Society of Clinical Oncology (ASCO), da Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI) e de várias entidades de estudos, como o Grupo Brasileiro de Estudos do Câncer de Mama (GBECAM), Grupo Brasileiro de Oncologia Torácica (GBOT), Grupo Brasileiro de Tumores Gastrointestinais (GTG), Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos (EVA), Grupo Brasileiro de Melanoma (GBM) e da Latin American Cooperative Oncology Group (Lacog).

Comissão Científica

Uma equipe de renomados oncologistas fez parte da Comissão Científica do Simpósio. São eles:

Dr. Carlos Gil
Dr. Gilberto Lopes
Dr. Gustavo dos S. Fernandes
Dr. Rafael A. Schmerling
Dr. Rodrigo Munhoz
Dra. Samira Mascarenhas
Dr. Sérgio Azevedo

Patrocinadores

O evento contou também com os seguintes patrocinadores: Platina: Bristol-Myers Squibb; Ouro: MSD; Bronze: AstraZeneca e Roche.

Mais fotos e informações sobre o evento na página da SBOC no Facebook.

Página atualizada em 29/4/2016

 

Última modificação em Segunda, 05 Setembro 2016 16:55

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar