Notícias

Especialistas de grandes instituições do país debatem integração entre o diagnóstico e o tratamento do câncer no Encontro de Sociedades Médicas

Notícias Segunda, 05 Agosto 2019 14:30
Avalie este item
(0 votos)

No último sábado, 3 de agosto, aconteceu o segundo dia do Encontro de Sociedades Médicas: Diagnóstico e Conduta, promovido em conjunto pelas Sociedades Brasileiras de Oncologia Clínica (SBOC), Patologia Clínica/ Medicina Laboratorial (SBPC/ML), Patologia (SBP) e pelo Colégio Brasileiro de Radiologia (CBR).

A primeira sessão do dia foi sobre tumores do trato gastrointestinal. Dr. Daniel Cury Ogata, patologista e gestor do Grupo Infolaudo, abordou a discussão sobre a graduação dos tumores pós neoadjuvância, falou dos novos conceitos nos tumores da área e da visão crítica sobre como identificar neoplasias relacionadas a MMR. Estudos sobre Watch and Wait em câncer de reto foram apresentados pelo Dr. Alisson Borges, radio-oncologista da Rede D'Or, que trouxe a questão sobre a segurança dessa estratégia na prática clínica. Dra. Ignez Braguiroli, oncologista, também da Rede D'Or, falou sobre os desafios do uso de imunoterapia em TGE. Mudanças na conduta cirúrgica em tumores MSI foi o tema da apresentação do Dr. Heber Salvador, cirurgião oncológico do A.C.Camargo Cancer Center. E, finalizando a sessão, antes do debate aberto ao público, Dr. Cristovam Scapultempo, diretor de patologia do Grupo COI, falou sobre recursos laboratoriais para diagnóstico e monitoramento de câncer do trato gastrointestinal.

A sessão sobre câncer de mama teve como palestrantes a Dra. Marina De Brot, patologista do A.C.Camargo Cancer Center; o Dr. Fabricio Brenelli, cirurgião oncológico da BP (Beneficência Portuguesa); e o Dr. Samir Hanna, radio-oncologista do Hospital Sírio Libanês. Classificação molecular e testes multigênicos, indicação cirúrgica diferenciada e tratamento com radioterapia foram os temas discutidos na sessão, que foi coordenada pelo Dr. Clovis Klock, presidente da SBP.

O evento também teve como destaques as discussões de casos, com os oncologistas clínicos Dr. Virgilio Souza, do A.C.Camargo Cancer Center, e Dr. Guilherme Nader Marta, do Hospital Sírio Libanês; a Conferência Magna sobre atualização em marcadores tumorais circulantes, com o Dr. Adagmar Andriolo, patologista clínico da Unifesp; e duas miniconferências: a primeira sobre novas terapias sistêmicas para melanoma, com o Dr. Gustavo Schvartsman, oncologista clínico do Hospital Albert Einstein, e a segunda sobre diagnóstico liquórico, com o Dr. Carlos Senne, patologista fundador do Senne Liquor Diagnóstico.

A última sessão do evento tratou sobre tumores do trato geniturinário. Dra. Katia Leite, patologista do Hospital Sírio Libanês, falou sobre a biópsia no câncer de próstata, as características e dificuldades nessa avaliação e a disponibilidade de biomarcadores diagnósticos e prognósticos para orientação do manejo do paciente no tratamento primário e adjuvante. Na segunda palestra da sessão, Dr. Publio Viana, coordenador da Divisão de Radiologia Geniturinária do Hospital das Clínicas e Icesp-HCFMUSP e médico do Hospital Sírio Libanês, apresentou o papel da ressonância magnética multiparamétrica no rastreio do câncer de próstata. Em seguida, Dr. Marcelo Queiroz, especialista do Hospital Albert Einstein, falou sobre PET-CT no estadiamento inicial e na recidiva desse tipo de câncer; Dr. Wladimir Alfer, cirurgião oncológico do Hospital Albert Einstein, apresentou indicações de cirurgia robótica; e o Dr. Gustavo Rosa Maciel, médico do Grupo Fleury falou sobre a abordagem genômica no câncer ginecológico. O evento se encerrou com o debate aberto ao público sobre a última sessão, coordenado pelo Dr. Diogo Assed Bastos, oncologista clínico do Hospital Sírio Libanês, e pelo Dr. Ícaro Carvalho, radio-oncologista do Hospital das Clínicas.

Nos dois dias de evento, mais de 30 convidados de grandes instituições consideradas referência no diagnóstico e tratamento dos principais tipos de câncer abordaram desafios e atualizações da patologia, cirurgia oncológica, oncologia clínica e radioterapia. Para Dr. Wilson Shcolnik, presidente SBPC/ML, a missão do evento foi cumprida. "Promovemos apresentações e debates sobre atualização oncológica e as necessidades das especialidades que atuam na área. Além da programação que trouxe temas de extrema relevância, os debates enriqueceram ainda mais o evento", afirmou Dr. Wilson. "Programamos este evento com o cuidado de abordar temas sobre as principais especialidades da oncologia, com um conteúdo extremamente importante para a integração multidisciplinar, que é essencial para oferecermos as melhores opções aos pacientes", concluiu Dra. Cinthya Sternberg, diretora da SBOC.

Última modificação em Quarta, 07 Agosto 2019 12:47

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar