Notícias

Estamos temporariamente sem linha telefônica fixa. Entre em contado pelos seguintes canais, Whatsapp: 11957770292, E-mail: sboc@sboc.org.br, Celular: 11956399293 Estamos temporariamente sem linha telefônica fixa. Entre em contado pelos seguintes canais, Whatsapp: 11957770292, E-mail: sboc@sboc.org.br, Celular: 11956399293

Na COSAÚDE, SBOC debate inclusão de novos antineoplásicos no Rol da ANS Destaque

Notícias Quarta, 20 Abril 2022 20:41
Avalie este item
(0 votos)

Nessa terça e quarta-feira, 19 e 20 de abril, a Comissão de Atualização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde Suplementar (COSAÚDE) esteve reunida para analisar novas incorporações ao Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) – entre elas, antineoplásicos orais para diferentes tipos de câncer.

A Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), participando da COSAÚDE como representante da Associação Médica Brasileira (AMB), participou das discussões, que também consideraram as contribuições enviadas na consulta pública nº 94, encerrada no dia 30 de março de 2022.

No primeiro dia da reunião, foi discutida a inclusão do hemifumarato de gilteritinibe, para tratamento de leucemia mieloide aguda recidivada ou refratária com mutação do gene FLT3, submetido para análise da ANS na lista de coberturas. Além disso, foram analisadas as contribuições sobre venetoclax, para tratamento de leucemia linfocítica crônica; brigatinibe, para câncer de pulmão de não pequenas células localmente avançado ou metastático; erdafitinibe, para carcinoma urotelial localmente avançado ou metastático; e risanquizumabe, para psoríase moderada a grave.

Hoje, as discussões se concentraram na avaliação das tecnologias levomalato de cabozantinibe, para pacientes com hepatocarcinoma, e trifluridina associado a cloridrato de tipiracila, para câncer colorretal e gástrico metastático.

Para Dra. Anelisa Kruschewsky Coutinho Araújo, diretora de Relações Institucionais da SBOC, trata-se de um momento de diálogo entre os tomadores de decisão da saúde suplementar e a sociedade. “A SBOC tem papel fundamental em todo esse processo de incorporação de novas tecnologias à saúde suplementar, desde as submissões até a participação nas consultas públicas e as discussões nas reuniões da COSAÚDE, levando as melhores evidências científicas para que as políticas de acesso sejam definidas com segurança e transparência”, garante. Também esteve nas reuniões a diretora executiva da SBOC, Dra. Marisa Madi.

Além da SBOC, participaram representantes da Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos e de Gestão de Tecnologia em Saúde da ANS; do Conselho Federal de Medicina (CFM); da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH); da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FENASAÚDE); do Conselho Deliberativo da União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde (CAPESESP); da Associação Brasileira de Planos de Saúde (ABRAMGE); da Unimed do Brasil e da indústria farmacêutica.

As próximas reuniões da COSAÚDE estão programadas para os dias 17 e 18 de maio e devem considerar as contribuições enviadas à consulta pública aberta até o fim do dia de hoje, 20 de abril, sobre apalutamida e enzalutamida, para tratamento de câncer de próstata metastático sensível à castração, e lorlatinibe, para câncer de pulmão não pequenas células em primeira linha. Interessados podem contribuir com a consulta no site da ANS.

Última modificação em Quarta, 20 Abril 2022 20:57

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar

Banner Portal Takeda Pro

Apoiadores:

Banner Takeda