Notícias

Estamos temporariamente sem linha telefônica fixa. Entre em contado pelos seguintes canais, Whatsapp: 11957770292, E-mail: sboc@sboc.org.br, Celular: 11956399293 Estamos temporariamente sem linha telefônica fixa. Entre em contado pelos seguintes canais, Whatsapp: 11957770292, E-mail: sboc@sboc.org.br, Celular: 11956399293

Diagnósticos e tratamentos de melanomas marcam primeiras discussões no II Congresso de Câncer de Pele Destaque

Notícias Sexta, 08 Julho 2022 18:19

O primeiro dia do II Congresso Brasileiro de Câncer de Pele, nesta sexta-feira (08), está repleto de profícuos debates sobre as neoplasias de pele, tanto entre os oncologistas clínicos, quanto nas discussões multidisciplinares que fazem parte da programação do evento, que acontece na cidade de São Paulo.

Pela manhã, os debates foram separados em salas para cada uma das entidades que organizaram o evento: as Sociedades Brasileiras de Oncologia Clínica (SBOC), de Cirurgia Oncológica (SBCO) e Radioterapia (SBRT).

Na Sala 2, onde a programação foi comandada pela SBOC, a vice-presidente da entidade, Dra. Andréia Melo, realizou uma breve abertura para abrir os trabalhos, representando o presidente, o Prof. Dr. Paulo M. Hoff. “Esta é nossa segunda edição do Congresso, que no ano passado foi 100% on-line. Apesar das limitações do virtual, foi um evento muito bom. Agora, voltamos ao presencial e tenho a certeza que teremos um evento com rica discussão e muito aprendizado”, afirmou.

Na sequência, Dr. Rodrigo Guedes, presidente do Congresso pela SBOC, falou sobre a felicidade de se reunir com especialistas novamente. “Estamos muito contentes com este reencontro, depois dos dois anos mais difíceis da p

andemia. Poderemos novamente debater, trocar experiência e nos rever. Nós, da SBOC e demais entidades, fizemos um evento multidisciplinar, com discussões baseadas inteiramente em casos clínicos”, enfatizou.

Melanoma - Adjuvância e neoadjuvância

Com o tema “Melanoma – patologia molecular”, o primeiro módulo de debates na sala da oncologia clínica, moderado pelo Dr. Gilles Landman, teve apresentação do Dr. Nathanael Pinheiro Jr. Ele iniciou sua aula destacando os desafios no diagnóstico do melanoma, abordando o problema sob a ótica dos patologistas; e foi seguido por Dra. Bianca Costa Soares de Sá, que discutiu os casos e momentos mais adequados para a indicação de aconselhamento genético em melanoma.

WhatsApp Image 2022 07 08 at 14.35.14 1

O Dr. Rodrigo Ughini Villarroel (foto à direita), por sua vez, abordou o atual estado dos “alvos além do BRAF no melanoma”, e o Dr. Alessandro Leal, diretor médico do Delfi Diagnostics (EUA), apresentou – por meio de videoconferência - o “DNA tumoral circulante em melanoma”, trazendo um pouco do que há de mais atual nas pesquisas sobre o tema.

A Dra. Mariana Petaccia de Macedo, cuja aula foi sobre painéis de expressão gênica para estratificação de risco de melanoma, completou a programação do primeiro módulo de discussões.

No segundo módulo, moderado pelo Dr. Rodrigo Munhoz, diretor da SBOC nas duas últimas gestões e fundador do Grupo Brasileiro de Sarcomas, contou com as aulas do Dr. Milton Barros, que discutiu a necessidade de tratamento adjuvante em melanoma estadio II; do Dr. Daniel Vilarim Araújo sobre o cenário atual e as perspectivas sobre melanoma estadio III; da palestrante internacional Dra. Rodabe Amaria, do MD Anderson Cancer Center (EUA).

Também por videoconferência, Dra. Rodabe falou sobre o tratamento neoadjuvante no melanoma, destacando que o uso dessas terapias pode diminuir a morbidade cirúrgica, prevenir a disseminação da doença, facilitar a personalização do tratamento e proporcionar uma oportunidade de coletar amostras seriadas de alta qualidade.

Todos os palestrantes participaram da discussão com o público, ao lado, ainda, dos especialistas Dr. Gustavo Schvartsman e Dra. Jane Mattei.

Última modificação em Sábado, 09 Julho 2022 19:33

Pesquisar