Notícias

Presidente da SBOC comenta pesquisa da Fundação Seade

Notícias Quinta, 06 Novembro 2014 10:35
Avalie este item
(0 votos)

Dr. Evanius Wierman fala sobre o número de mortes de mulheres com câncer de mama no estado de São Paulo. O dado foi resultado de uma pesquisa inédita feita pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Fundação Seade) - um centro de referência nacional na produção e disseminação de análises e estatísticas socioeconômicas e demográficas ligado à Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo. A declaração foi dada durante uma entrevista concedida à jornalista Mônica Bergamo - uma das colunistas mais influentes da mídia brasileira.

Nos últimos 30 anos, o número de mortes de mulheres com câncer de mama cresceu 15%. Em 1980, eram 354 óbitos a cada 100 mil mulheres com idade acima de 25 anos. Em 2012, o número de óbitos chegou a 406.

A alta é puxada pela incidência em pacientes acima dos 75 anos de idade, que chegou a 65% dos casos. O número de mortes em integrantes do grupo pertencente a essa faixa etária passou de 64, em 1980, para 106, em 2012. Nas décadas de 90 e de 2000, o número de ocorrências também cresceu no grupo de mulheres com idade acima de 50 anos, mas agora está caindo.

O número de tumores diagnosticados atualmente é muito maior do que o resultado dos levantamentos feitos há 30 anos, como explica Dr. Evanius Wiermann. "Agora se sabe exatamente a causa do óbito". Segundo ele, nos casos acima de 75 anos, o salto de 65% pode ser explicado pelo aumento da longevidade.

Confira na íntegra a coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2014/11/1541763-mortes-por-cancer-de-mama-crescem-15-em-30-anos-em-sp-segundo-seade.shtml

Última modificação em Segunda, 05 Setembro 2016 20:42

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar