Notícias

SBOC lança programa para incentivar treinamento em câncer hereditário

Notícias Sexta, 31 Março 2017 16:33
Avalie este item
(0 votos)

A Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) está oferecendo três bolsas para residentes em oncologia clínica realizarem um treinamento internacional em oncogenética. Os bolsistas terão a oportunidade de aprimorar os conhecimentos em câncer hereditário no The University of Chicago Center for Global Health e de ir ao congresso anual da American Society of Clinical Oncology (ASCO 2017). Além disso, ao longo do evento, participarão de atividades exclusivas com líderes da oncologia brasileira.

As bolsas do “Oncogenética em foco: Programa internacional para residentes” incluem passagem aérea e hospedagem de 1 a 9 de junho de 2017, na cidade de Chicago, nos Estados Unidos. O candidato deve ser residente em oncologia clínica, membro adimplente da SBOC e proficiente em inglês. As inscrições podem ser feitas até 14 de abril. O resultado da seleção será divulgado no dia 28 do mesmo mês.

Estima-se que 5% a 10% de todos os tumores são causados por alterações genéticas hereditárias, que conferem ao portador um risco de câncer significativamente maior do que a população geral. “A identificação de indivíduos em risco deste tipo de câncer é importante por várias razões, mas a principal é permitir medidas de rastreio intensivas seguidas de eventuais intervenções preventivas para uma redução do risco do câncer ou detecção precoce, o que já tem se mostrado eficaz para alguns tipos de câncer hereditário”, ressalta a diretora executiva da SBOC, Dra. Cinthya Sternberg.

Ela explica que, no Brasil, a abordagem multidisciplinar em genética clínica tem recebido pouca atenção, tanto no sistema de saúde público como no privado. “Embora existam programas como a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras ou as resoluções, ainda restritivas, da Agência Nacional de Saúde Suplementar para a cobertura de testes genéticos pelos planos de saúde, o número de serviços genéticos brasileiros atuando na oncogenética é extremamente baixo”, afirma a Dra. Cinthya. A localização dos poucos serviços principalmente nas capitais de alguns Estados dificulta o acesso da população. “Dentro desse contexto, a SBOC se propôs a despertar nos residentes o interesse no tema e estimular a formação de especialistas nessa área, colaborando com o aumento de massa crítica de profissionais que possam atuar efetivamente para prevenção, redução de risco, diagnóstico e tratamento do câncer hereditário”, destaca a diretora executiva.

Para mais informações sobre o programa, contate o gerente educacional da SBOC, Dr. Renan Orsati Clara, em Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Última modificação em Terça, 18 Abril 2017 14:19

1 Comentário

  • Link do comentário Divanda Sexta, 31 Março 2017 19:57 postado por Divanda

    Muito interessante P isso dizer que faço tratamento tenho 39 anos após descobrir tbm meu pai foi diagnosticado e médico sua não pedia exame do dizia era hemorroidas 2 anos evacuação sangue e fará cirurgia este mês e tbm três irmãos com Polipo e sobre essa informações so vejo relatos verdadeiro.

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar