×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 669

Notícias

Conheça os residentes selecionados para o Programa de Capacitação em Pesquisa Clínica

Notícias Terça, 26 Junho 2018 19:24
Avalie este item
(1 Voto)

Hyrlana Leal Barbosa Passos, R3 do Hospital Português, em Salvador (BA), e Marcos Dumont Bonfim Santos, R1 da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), são os residentes selecionados para o Programa de Capacitação em Pesquisa Clínica da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). Será uma semana de imersão no Centro de Pesquisa Clínica em Oncologia do Hospital de Caridade de Ijuí (RS) – Oncosite, entre 2 e 6 de julho. O Programa ainda tem inscrições abertas para jovens oncologistas de todo o Brasil até o dia 29 de junho, sexta-feira.

Natural de Feira de Santana (BA), a Dra. Hyrlana nutre interesse por pesquisa desde a sua primeira graduação, que foi em Odontologia, quando participou de um núcleo de câncer de boca. Ela pretende aplicar os conhecimentos em pesquisa clínica para favorecer o tratamento de pacientes oncológicos em sua região. Embora esteja a apenas 110 km da capital da Bahia, Feira de Santana é o polo de uma microrregião com 2 milhões de habitantes.

A médica já tinha ouvido falar sobre o trabalho pioneiro da equipe de Ijuí e ficou ainda mais estimulada com o depoimento do Dr. Fábio Franke, vice-presidente para Pesquisa Clínica e Estudos Corporativos da SBOC e coordenador do Programa, no evento Getting Ready, realizado em abril. “Estou animada para conhecer uma realidade diferente do dia a dia do SUS onde só oferecemos o que é possível”, diz, ressaltando que a pesquisa clínica, além de permitir o acesso a novas drogas, proporciona um cuidado diferenciado do paciente. “Tenho certeza de que aprenderemos bastante sobre como o Centro do Ijuí superou e supera as adversidades, porque é bem difícil fazer pesquisa clínica no Brasil.”

Marcos, que nasceu em Brasília (DF) e faz a residência em São Paulo capital, tem a mesma expectativa. “Será muito importante conhecer toda a dinâmica, como são selecionados os pacientes e vivenciar de perto a condução dos estudos, algo que não ocorre na residência”, pontua. Ainda no primeiro ano da formação como oncologista, ele nunca tinha ouvido falar de Ijuí. “Fui pesquisar e fiquei muito interessado em conhecer os caminhos possíveis para reproduzir essa experiência no futuro”, considera.

Ambos os selecionados relatatam ter recebido estímulo e apoio de seus preceptores para participar do Programa da SBOC.

Clique aqui para saber mais sobre as inscrições abertas para jovens oncologistas

1 Comentário

  • Link do comentário Carlos venancio Terça, 26 Junho 2018 23:39 postado por Carlos venancio

    Ambos merecem. A busca por novos conhecimentos e experiências são oportunidades únicas e não podem ser desperdiçadas. Sucesso para ambos.

    Relatar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Pesquisar